Sobre nós

Levar desenvolvimento e qualidade de vida para as famílias sem comprometer o planeta. É assim que todos devemos nos comportar através da educação ambiental ao desenvolvimento de novas tecnologias produtivas, tendo o meio ambiente como prioridade. O aproveitamento das fontes renováveis de energia e soluções de eficiência energética ganham destaque nas iniciativas das empresas. Onde permitem elevar a qualidade de vida de famílias e incrementar atividades econômicas, no entanto, sem agredir a natureza. Projetos assim evitam a adoção de medidas com alto impacto ambiental. saiba mais »
Loja Redmax

Redes Sociais

RSS Feed Twitter Facebook Delicious

Cadastre seu e-mail

Salvem o Rio Tietê

Postado por Defensor da Natureza em 29 de novembro de 2010 recebeu: 4 Comentários »

O Rio Tietê, em tupi significa “caudal volumoso”, é um rio brasileiro do estado de São Paulo.  Possui 1.150 Km de comprimento atravessando todo estado paulista de sudeste a noroeste. Nasce em Salesópolis na serra até o município de Itapura, em sua foz no rio Paraná, na divisa com o Mato Grosso do Sul.

Apesar de ser considerado um dos rios mais importantes economicamente para o País, o rio Tietê ficou conhecido pelos seus problemas ambientais, especialmente na cidade de São Paulo.

Com o crescimento populacional e industrial desordenado da cidade de São Paulo, o rio passou a receber o esgoto doméstico e industrial no trecho da cidade, deixando suas águas poluídas e contaminadas. 

No começo dos anos 80, ele transformara-se num rio imundo e malcheiroso na região onde viviam dez milhões de pessoas e funcionavam cerca de 30 mil fábricas. Suas águas, já sem nenhuma transparência e sempre coberto por uma película oleosa, era um mundo morto, apesar da grande variedade de microorganismos perigosos que proliferam nesse meio sujo.

Para se ter uma idéia, anualmente são retirados dos rios Tietê e Pinheiros 5 milhões de metros cúbicos de  lixos de esgotos industrial e doméstico, o que equivale a 850 mil caminhões lotados. Se colocados em fila cobririam cinco vezes a distância entre São Paulo – Brasília.

As enchentes ocorrem quando o rio Tietê recebe, repentinamente, um grande volume d’água de outros rios como o rio Aricanduva, que deságua muitos milhões de litros em alguns poucos minutos. A água que já estava no Tietê a uma certa velocidade precisa de algumas horas para ganhar força e adquirir uma velocidade maior.

Enquanto a água do Tietê não ganha velocidade, a que vem do rio Aricanduva vai sendo acumulada, e o rio enche até transbordar. Por causa desse fenômeno hidráulico, o rio Tietê precisa de uma área lateral para poder absorver essa enchente. Essa área existe e situa-se a alguns metros abaixo das avenidas marginais.

Quando a área de inundação está limpa, sem mato, entulho, lixo ou barracos de invasores, há um equilíbrio perfeito: a enchente ocorre mas não chega a invadir as avenidas marginais, tampouco as ruas das proximidades. Ou seja, não ocorre a inundação.

Vamos juntos salvar o Tietê?

Quem sabe todos possam usufruir de suas águas no esporte e lazer.

Postado em: Rios e Lagos


4 Respostas de “Salvem o Rio Tietê”

  1. Jéssica disse:

    Olá, adorei a matéria. Dia 14/04/12 fui a Porto Feliz, interior de São Paulo, fazer uma excursão da Faculdade. Nós estamos estudando as rochas e intemperismo. Entramos no Parque das Monsões, ou Parque da Gruta que é mais conhecido, e lá tem um trecho do Rio Tietê que estava inteiramente imundo! Não tinha odor, mas no rio, formava uma massa marrom vista de cima da ponte, que era assustador! A quantidade de lixo que encontramos era simplesmente absurda. E o mais incrível, era os patos que nadavam em meio o lixão, e algumas capivaras. Nos indignamos. Faço Gestão Ambiental, e eu vou fazer de tudo pra salvar o nosso planeta, e principalmente os nossos rios! Parabéns pela matéria!

  2. Marcella Luma Barbosa disse:

    Obg, vc me ajudou muito, tinha que fazer um trabalho sobre o Tiete nas décadas passadas!! Thankss !!

    • Defensor da Natureza disse:

      Que bom Marcella, seja uma seguidora do nosso blog, estaremos sempre com novos assuntos e curiosidades.

      Um grande Abraço


Resposta