Sobre nós

Levar desenvolvimento e qualidade de vida para as famílias sem comprometer o planeta. É assim que todos devemos nos comportar através da educação ambiental ao desenvolvimento de novas tecnologias produtivas, tendo o meio ambiente como prioridade. O aproveitamento das fontes renováveis de energia e soluções de eficiência energética ganham destaque nas iniciativas das empresas. Onde permitem elevar a qualidade de vida de famílias e incrementar atividades econômicas, no entanto, sem agredir a natureza. Projetos assim evitam a adoção de medidas com alto impacto ambiental. saiba mais »
Loja Redmax

Redes Sociais

RSS Feed Twitter Facebook Delicious

Cadastre seu e-mail

O bom gigante

Postado por Defensor da Natureza em 27 de fevereiro de 2012 recebeu: 0 Comentários »

O maior animal terrestre da Ásia, o elefante asiático, é um gigante inteligente.  Passa o tempo a perambular pelas florestas em pequenas manadas, à procura de novas pastagens para sua dieta vegetariana.

No estado selvagem, o elefante asiático está condenado à extinção, uma vez que habita regiões com a maior densidade populacional do mundo.

À medida que as florestas são devastadas para favorecer a agricultura, os elefantes perdem o seu Hábitat e as suas rotas de migração.

Esses animais vivem em mandas constituídas por 3 a 40 fêmeas e respectivas crias; os machos mais velhos são solitários, enquanto os mais jovens se juntam em grupos de solteiros.

Para se refrescarem necessitam tomar banho, rolar na lama, ou atirar terra para cima deles próprios. Comunicam-se pelo tato, visão, olfato ou som, os elefantes emitem vários sons, desde bramidos baixos a chamamento s fortes tipo trompete. Cumprimentam-se entrelaçando as trombas e fungando. São excelentes nadadores e por vezes nadam ou andam debaixo da água usando as trombas como tubo de respiração submarina.

Uma cria recém-nascida é peluda, tem uma tromba pequenina e consegue levantar-se meia hora após o seu nascimento. Para mamar, lança a tromba para trás da cabeça e procura o mamilo da mãe por entre as patas dianteiras desta.

Geralmente, as fêmeas da manada dão à luz mais ou menos ao mesmo tempo e cuidam das crias em conjunto. Apesar dos mais novos serem alimentados até os 18 meses, começam logo a comer ervas. Também comem os excrementos da progenitora por conterem nutrientes  e bactérias que ajudam a digestão da celulose.

O elefante asiático passa grande parte do seu dia colhendo ramos e comendo. O seu alimento preferido é o capim. Também procura comida em arvores e matas, arrancando folhas, galhos e ramos inteiros, usando as suas presas para limpar a casca de arvores. Precisa ingerir líquidos pelo menos uma vez ao dia, sugando a água com a tromba e despejando-a para a sua boca em seguida.

Você sabia ?

 - Um elefante consegue reter seis litros de água na tromba, usando-a frequentemente como um chuveiro.

- O que difere os elefantes asiáticos dos africanos é que suas orelhas são menores, a tromba é mais macia e tem a forma de um dedo; a cabeça é menor com duas cúpulas na têmpora.

Postado em: Animais Silvestres



Resposta